Atiradores matam 2 e ferem 4 em escola de samba no Rio

Criminosos atiraram contra grupo que participava do aniversário de diretor de bateria do Salgueiro

05 de dezembro de 2008 | 03h12

Pelo menos duas pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas, por volta das 20 horas de quinta-feira, após ocupantes de um veículo passarem em frente à quadra da escola de samba do Salgueiro, no Andaraí, região da Tijuca, zona norte do Rio, atirando contra um grupo de pessoas que participava do aniversário do Mestre Marcão, diretor de bateria da agremiação. Morreram Carlos Alberto Oliveira Júnior e o policial militar reformado Gustavo Pires Lucas. Os feridos são o cabo PM André Luís Bittencourt, do Batalhão de Choque, o bombeiro Renato de Azevedo Buccos, Felipe Gomes Figueiredo, policial militar lotado no 17º Batalhão, da Ilha, e Pedro Paulo dos Santos Fernandes, irmão da presidente do Salgueiro, Regina Duran. As vítimas foram encaminhadas aos hospitais Andaraí, Souza Aguiar e Salgado Filho. O caso foi registrado na 19ª Delegacia de Polícia, na Tijuca. Até o início da madrugada desta sexta-feira os autores do crime não foram detidos.

Tudo o que sabemos sobre:
escola de sambaRioSalgueirotiroteio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.