Ato contra legalização do aborto reúne 5 mil na Praça da Sé

Cerca de 5 mil pessoas participaram neste sábado, 24, na Praça da Sé, de uma manifestação contra o projeto de lei nº 1135/91, que propõe a legalização do aborto no País. O ato, organizado pelo Comitê Estadual da Campanha Nacional em Defesa da Vida, contou com a presença de religiosos e políticos.O projeto, que está em tramitação no Congresso Nacional, prevê a supressão do artigo 124 do Código Penal, que criminaliza a mulher que pratica o aborto ou permite que outra pessoa o faça. Hoje, a pena para o crime é detenção de 1 a 3 anos.De acordo com o deputado estadual Orlando Morando, a manifestação foi organizada para estimular o debate sobre o tema. ?Não podemos deixar o assunto cair no ostracismo. Temos de lembrar sempre que o aborto é crime, senão, logo esta prática vai ser normal?, acredita. ?Esse é um movimento de uma maioria católica tentando convencer uma minoria?, disse Morando.Países católicos como Portugal e Itália, no entanto, já revisaram as leis que criminalizavam o aborto, mesmo com pressão de movimentos religiosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.