Ato de alunos e professores pede mais segurança

A manifestação dos professores da rede estadual e municipal de Jacareí parou o trânsito no centro da cidade nesta quinta-feira à tarde. Cerca de 400 pessoas, entre professores e estudantes, protestaram contra o crescimento da violência na cidade.A manifestação durou duas horas e terminou na Praça do Rosário. Há duas semanas, dois professores foram assassinados, vítimas de latrocínio.Alexandre Quina de Siqueira, 32, e Anselmo Henrique Siqueira, 28, foram abordados por três jovens, entre eles um menor, levados a um caixa-eletrônico de onde os ladrões roubaram R$190,00 e mortos em seguida.Segundo o delegado Verney de Freitas, o terceiro suspeito é André Ricardo de Lima Ramos, que teve a prisão decretada pela polícia. O menor R.B, de 16 anos, e Jonas Milton da Silva continuam detidos.No ato, cartas foram entregues ao prefeito Marco Aurélio de Souza (PT) e algumas autoridades policiais. Todas pedindo mais segurança, tanto para alunos quanto para professores.Esta foi a terceira passeata realizada em favor da paz, em menos de um ano. Em janeiro deste ano, seis pessoas morreram no assalto ao supermercado Pão de Açúcar, no centro de Jacareí.

Agencia Estado,

04 de outubro de 2001 | 18h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.