Ato pede cassação e punição de deputado

Ele é acusado de matar 2 quando dirigia embriagado e a 190 km/h

Julio Cesar Lima, CURITIBA, O Estadao de S.Paulo

25 de maio de 2009 | 00h00

O deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho (PSB) deve ser ouvido pela polícia nesta semana no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), onde se recupera de uma cirurgia na face, após ter se envolvido em um acidente de carro que provocou a morte de Gilmar Yared, de 26 anos e Carlos Murilo de Almeida, de 20, no dia 7. "Precisamos saber a versão dele nesse depoimento", disse o advogado da família, Elias Mattar Assad.Carli Filho, cujo pai é prefeito de Guarapuava, corre o risco de ter o mandato cassado para responder ao processo na Justiça como qualquer cidadão, sem o direito ao foro privilegiado reservado aos parlamentares. Carli Filho é acusado de provocar o acidente - ele estaria embriagado e a 190 km/h .Ontem, 500 pessoas, segundo a PM, entre familiares e amigos, realizaram uma passeata em Curitiba para pedir justiça e pressionar os deputados estaduais a cassarem o mandato do colega. "Está na hora de dar um basta à impunidade. Queremos justiça para esse e todos os casos, pois todos somos iguais e devemos responder pelos nossos atos", disse Cristiane Yared, mãe de Gilmar, um dos jovens mortos pelo deputado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.