Ator do filme Cidade de Deus é preso em flagrante com maconha no Rio

Um jovem de 17 anos que trabalhou como ator no filme Cidade de Deus foi preso em flagrante, na madrugada de sábado, com uma pequena quantidade de maconha e 533 reais em dinheiro, na Avenida Vieira Souto, em Ipanema, zona sul. Ele estava acompanhado por uma jovem da mesma idade. Ambos moram na Favela do Vidigal, onde o rapaz participou do grupo de teatro "Nós do Morro".Os dois menores, cujos nomes não foram divulgados, foram apreendidos por PMs do Batalhão do Leblon e levados para a delegacia do bairro, de onde foram encaminhados para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Dpca). Depois, passaram pelo plantão judiciário da 2ª Vara de Infância e Juventude.Suspeitos de tráfico, o rapaz foi internado no Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador, zona norte, e a menina, no Instituto Santos Dumont, no mesmo bairro. A droga será periciada pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) e o dinheiro, cuja origem não foi explicada pelo menor, depositado judicialmente no Banco do Brasil.PixoteEste não é o primeiro caso de um jovem ator do filme Cidade de Deus que enfrenta problemas com a polícia. Em 2003, Rubens Sabino da Silva, então com 19 anos, foi preso depois de roubar a bolsa de uma passageira em um ônibus da linha Piabas-Passeio. Ele tentou fugir em direção ao Vidigal, mas foi detido.As histórias de Rubens e do menor detido ontem têm um antecedente trágico. Protagonista aos 12 anos do sucesso Pixote, a lei do mais fraco, filme do cineasta Hector Babenco lançado em 1981, Fernando Ramos da Silva morreu aos 18 anos, em 1987. Ele levou quatro tiros em um confronto com policiais militares, em Diadema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.