Atrasos em aeroportos diminuem, mas ainda representam 22%

Mesmo que lentamente, começam a se reduzir os atrasos nos vôos programados para decolarem neste domingo nos principais aeroportos do País. Segundo informações fornecidas pela Infraero, até as 15h30, dos 867 vôos previstos, 191 estão atrasados, cerca de 22%. Pela manhã, o número de vôos com atraso chegou a representar 26,5%. Durante a tarde, outros 16 vôos haviam sido cancelados. A situação mais complicada é a do aeroporto Juscelino Kubitschek, de Brasília, onde 60 vôos estão programados, mas 19 encontram-se com atrasos superiores a uma hora, representando 31% do total. Um vôo foi cancelado. Em Congonhas, a situação se normaliza com maior rapidez. Dos 32 aviões previstos para decolarem neste domingo, apenas quatro encontram-se em situação de atraso e outros quatro foram cancelados. Já o aeroporto internacional de Cumbica, em Guarulhos, registra atrasos em 26,8% dos vôos - 34, de 127 programados - e quatro decolagens forma canceladas. Em Recife, que sofre o efeito dos problemas de Brasília e Cumbica, os atrasos são maiores e representam 29,3% do total. Dos 41 previstos, 12 devem decolar após o horário previsto e um vôo foi cancelado. No aeroporto internacional do Galeão a situação é de relativa calma. Dos 85 vôos programados, 15 encontram-se atrasados (17,6%) e um foi cancelado. Apesar de haver vôos cancelados e uma média geral de atraso de 95 minutos, a Infraero considera normalizada a situação no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Num balanço divulgado às 16h, entre as 18 horas de sábado e as 8 horas de domingo, apenas 11 vôos dos 59 programados saíram no horário. Os demais tiveram atraso entre meia hora e duas horas e meia. Dois vôos foram cancelados. Em Maceió, o Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães estava com movimentação tranqüila neste final de tarde. Apenas o guichê da TAM apresenta uma pequena fila, diferente dos guichês das outras companhias que estão quase vazios. Entre pousos e decolagens, o número de atrasos totaliza seis. Houve até um vôo chegando adiantado, o da TAM 3330, que deveria chegar às 16:55 e pousou às 16:50. Segundo a Infraero, dos cerca de 130 vôos nacionais e internacionais programados, 26 atrasaram. Houve três cancelamentos. Passageiro perde a paciência Um passageiro perdeu a paciência no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, depois de perder um vôo para Porto Seguro (Bahia).O passageiro alega que saiu alguns minutos da sala de embarque para tomar um remédio e perdeu o vôo. - Eles me deixaram uma hora esperando para ir para Porto Seguro. Eu fui operado há uma semana do coração e estou mal. Saí 5 minutos para tomar o remédio e não me deixaram entrar no vôo e o avião estava há duras horas no chão. Eles não têm nenhum respeito por ninguém, só pensam neles - disse ele à rádio CBN. O vôo do empresário, que estava marcado para às 10h20, foi remarcado para às 11h. O passageiro disse que chegou no horário no aeroporto para evitar problemas, após a greve dos controladores de vôo na noite de sexta-feira ter provocado transtornos em aeroportos de todo o País. - Eu quero a solução do meu problema. Eu paguei para viajar e quero o meu problema resolvido. Senão, eu quebro isso aqui e chamo a polícia. Fui tomar remédio porque não agüentava mais ficar lá - disse ele, muito nervoso. Matéria atualizada às 18h30 Solange Spigliatti, Thiago Velloso, Alessandra Aquino e Beatriz Coelho Silva

Agencia Estado,

01 Abril 2007 | 16h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.