Atrasos em vôos continuam no Aeroporto de Congonhas

Os passageiros ainda enfrentam vôos atrasados nesta segunda-feira, 22, no Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo por causa do fechamento por cerca de meia hora da pista principal, a partir das 6h17, devido à chuva fina que caiu sob a cidade. Pelo quarto dia consecutivo, a pista foi fechada para medição do nível d´água e análise da segurança para pousos e decolagens. De acordo com balanço da Infraero, estatal que administra os aeroportos do País, foram registrados mais de 60 atrasos, entre chegadas e partidas. Segundo o site da Infraero, ao meio-dia, no aeroporto de Congonhas, eram cerca de 15 chegadas que estavam com atrasos. Outros 24 pousos estavam atrasados. Por volta das 8 horas, os passageiros enfrentaram grandes filas nos guichês, principalmente nos da Gol, onde havia um tempo de espera de 25 minutos para se fazer o check in. Segundo reportagem da Rádio Eldorado AM, por volta das 11 horas, o movimento no saguão do aeroporto estava normal, mas o tempo de espera na fila para check in chegava a meia hora. Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, 11 vôos estavam com uma hora ou mais de atraso e 12 chegadas estavam atrasadas na manhã desta segunda. Dois vôos foram cancelados. Por volta das 8 horas, seis vôos apresentavam atrasos de mais de uma hora.No aeroporto internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, a situação estava normalizada até o final da manhã. O pior caso foi de um vôo que deveria ter partido por volta das 20 horas de domingo saiu com oito horas de atraso. Passageiros reclamavam não ter seus direitos cumpridos pelas empresas aéreas.Em Minas Gerais, o Aeroporto Tancredo Neves ainda apresentava atrasos em sete chegadas e três partidas. Em Salvador, o movimento era tranqüilo nesta manhã, sem cancelamentos e os atrasos chegam a 15 minutos, nos vôos que chegam ao aeroporto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.