Atrasos em vôos nos EUA sobem para nível mais alto

No mês retrasado quase um terço dos vôos comerciais norte-americanos registrou atrasos

Renato Martins, da Agência Estado,

06 de agosto de 2007 | 16h57

Os atrasos em vôos de passageiros não é exclusividade do Brasil. Segundo a agência de notícias Dow Jones, nos Estados Unidos, país que também sofre com este problema, os atrasos subiram para o nível mais alto dos últimos 13 anos em junho. De acordo com relatório do Departamento dos Transportes, no primeiro semestre deste ano o desempenho do setor em termos de pontualidade foi o pior desde 1995, período para o qual há os dados comparáveis mais antigos. Em junho, quase um terço dos vôos comerciais no país registrou atrasos. O relatório diz que apenas 68,1% dos vôos de passageiros tiveram pousos no horário em junho deste ano e que 25% dos vôos das 20 maiores companhias pousaram com atraso em seus destinos. Os vôos cancelados representaram 2,7% do total em junho deste ano, de 1,1% em maio e 1,7% em junho de 2006. O número de reclamações de consumidores contra as companhias aéreas alcançou 1.094 em junho deste ano, com crescimento de 17,8% em relação aos 929 casos registrados em maio e de 43,4% em relação aos 763 casos de junho do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise aéreaatrasos em vôos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.