Atriz Giselle Itié deve receber alta hoje

A atriz Giselle Itié deve deixar hoje ou no fim de semana o hospital Barra D''''Or, onde foi internada depois da queda que lhe rendeu um traumatismo craniano. Integrante do quadro Dança no Gelo do Domingão do Faustão, ela bateu com o rosto no chão durante um treinamento na pista de gelo do Projac (unidade de produção da TV Globo). Lu Nabuco, assessora de imprensa de Giselle, disse que ela ainda não decidiu se irá continuar na competição. ''''Ainda é muito cedo para saber o que ela vai fazer'''', ponderou Lu. Ela contou que Giselle estava muito animada, ontem, com a possibilidade de ter alta - o que depende da evolução do quadro durante o dia de hoje. Apesar do choque violento, ela não sofreu dano neurológico, segundo os exames. A atriz, que ficou apenas com uma mancha roxa na bochecha, se manteve lúcida e não precisou ser operada. A queda ocorreu na noite de terça-feira. Giselle - que passou o aniversário internada (ela fez 26 anos na quarta-feira) - não se lembra de detalhes do acidente, de acordo com a assessora. ''''Ela agora está animada para sair do hospital'''', disse Lu. O professor de patinação de Giselle, Paulo Perez, disse, em entrevista a sites, que ela não fazia pirueta quando caiu. ''''Ninguém entendeu o que aconteceu. Foi uma fatalidade.'''' OUTRAS VÍTIMAS Acidentes já afastaram artistas da Dança no Gelo - a jovem atriz Monique Alfradique, por exemplo, teve de abandonar o concurso em outubro do ano passado, após torcer o tornozelo num ensaio; Lucimara Parisi, da direção do programa de Fausto Silva, saiu porque quebrou três costelas também durante os treinamentos. Nos bastidores da emissora, comenta-se que diretores já pediram a extinção do quadro, por ele colocar em risco a integridade física do elenco. A TV Globo negou a informação e declarou que não estão programadas mudanças na Dança no Gelo. Fausto Silva não foi encontrado para comentar o assunto.

Roberta Pennafort, O Estadao de S.Paulo

05 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.