Audiência no Senado para discutir caos aéreo é adiada

A audiência pública marcada para esta terça-feira, 10, na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle, no Senado, foi adiada para quinta-feira, 12. De acordo com informações do ministro da Defesa, Waldir Pires, a audiência foi adiada por motivos de agenda. Na quinta, os problemas que causaram o apagão aéreo devem ser debatidos com o ministro da Defesa, Waldir Pires, o presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), José Carlos Pereira, o diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e Juniti Saito, comandante da Aeronáutica. Nesta terça, a pesquisa divulgada pelo instituto CNT-Sensus apontou que 21,2% dos entrevistados apontam o governo federal como principal responsável pela crise aérea. Entre as pessoas que tiveram contato com o assunto (acompanharam em jornais ou ouviram falar), esse número sobe para 25,8%. Controladores de vôos e companhias aéreas também aparecem como possíveis responsáveis pela crise, seguidos pela Aeronáutica e Infraero. Colaborou Fábio Graner; com informações da Reuters.

Agencia Estado,

10 Abril 2007 | 13h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.