Aulas do ensino público acontecem mesmo com tempo seco

Aulas do ensino público acontecem mesmo com tempo seco

Recomendação é que as escolas evitem a exposição dos alunos em locais descobertos ou por períodos prolongados

Julia Baptista, estadão.com.br

25 de agosto de 2010 | 11h18

SÃO PAULO - A Secretaria de Educação informou que as aulas da rede municipal de ensino de São Paulo em geral, e as de educação física em particular, não serão suspensas por causa do baixo índice de umidade relativa do ar, que estava em torno de 30% no fim da manhã de hoje.

 

Veja também:

linkDia mais seco do ano faz moradores e escolas mudarem rotina

link'SP está deixando de ser terra da garoa para virar Deserto do Saara'

mais imagens Galeria - O tempo seco em São Paulo

 

Caso porcentual fique abaixo do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é entre 40% e 60%, a Secretaria distribui cartilhas de orientação, e os educadores têm a responsabilidade de aplicar as determinações previstas em comunicado publicado em 2009.

 

A recomendação, segundo a Secretaria, é para que as escolas que em dias muito quentes evitem a exposição dos alunos em locais descobertos ou por períodos prolongados; desenvolvam atividades mais leves com os alunos durante as aulas de Educação Física; ofereçam oportunidades de hidratação aos alunos durante a jornada escolar; recomendem o uso do protetor solar e orientem sobre a importância da hidratação.

 

A Secretaria de Estado da Educação disse que não recebeu nenhuma informação oficial, e que as aulas na rede estadual não serão canceladas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.