Aumenta número de cancelamentos de voos da Gol no País

No total, dos 1913 voos domésticos programados para todo território brasileiro, 484 (25.3%) ficaram atrasados e 115 (6%) foram cancelados

Priscila Trindade, do estadão.com.br

02 de agosto de 2010 | 19h55

Movimentação de passageiros da Gol nesta segunda, 2, no Aeroporto Santos Dumont, no Rio

 

 

SÃO PAULO - Balanço da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) aponta que 351 (52.2%) dos 672 voos domésticos da Gol previstos até às 19 horas desta segunda-feira, 2, sofreram atrasos. Outras 85 (12.6%) partidas foram canceladas. Dos 30 voos internacionais, 14 (46.7%) tiveram pelo menos meia hora de atraso.

 

Veja também:

linkGol lidera reclamações de funcionários do setor aéreo, diz sindicato

linkJuizados de SP recebem 168 queixas contra aéreas em onze dias

linkAnac pede explicações sobre atrasos em voos da Gol

linkNo Rio, atraso da Gol causa tumulto

 

Os atrasos acima do normal alteraram o quadro de índices da Infraero. No total, dos 1913 voos domésticos programados no país, 484 (25.3%) ficaram atrasados e 115 (6%) foram cancelados.

 

No Aeroporto de Congonhas, na zona sul, 27.6% das 199 partidas apresentaram atrasos. O mesmo se repetiu no Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, que teve 23.1% dos 169 voos atrasos - ou seja, 39.

 

No Galeão, no Rio, 38.5% dos 96 voos decolaram com atraso. O índice de atrasos no Aeroporto Santos Dumont ficou em 17.4% para 138 voos previstos até às 19 horas.

 

JUSTIFICATIVA

A companhia informou que alguns membros das tripulações atingiram o limite de horas de jornada de trabalho previsto na regulamentação da profissão e foram impossibilitados de seguir viagem, gerando um efeito em cadeia. A Gol também ressaltou que o fim de semana foi atípico, com retorno de férias escolares.

 

Em nota, a Anac informou que "está acompanhando a normalização da situação por parte da empresa e também fiscalizando o cumprimento da Lei do Aeronauta e da Resolução nº 141, que trata da assistência devida pela companhia aérea a seus passageiros".

 

O passageiro que não for atendido pela empresa pode registrar sua queixa pelo número 0800 725 4445 ou pela internet, no site.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.