Aumenta número de vôos atrasados nos aeroportos

Subiu o número de vôos atrasados nos aeroportos de São Paulo no final da manhã desta quarta-feira. Devido à operação-padrão dos controladores aéreos em Brasília, o número de vôos atrasados subiu de 82 para 92 em apenas uma hora.E a Infraero previa um aumento do movimento nos terminais à tarde, por causa das viagens para o feriado de Finados.No Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, o número de vôos atrasados subiu de 61 para 78 às 11h30, entre 29 pousos e 49 decolagens. Cinco vôos foram cancelados nesta quarta.De acordo com a reportagem da Rádio Eldorado AM, apesar dos problemas, não houve tumulto entre os passageiros.Já no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, os atrasos diminuíram um pouco devido ao movimento geralmente menor no final da manhã. Às 11h30, havia 14 decolagens atrasadas, cinco vôos internacionais e nove domésticos. Uma hora antes, eram 21 os vôos atrasados. A média de espera chegava a duas horas.BrasíliaNo final da manhã, 13 vôos estavam atrasados no Aeroporto Internacional de Brasília (dez chegadas e ttrês partidas). Apesar do baixo número, em comparação com os aeroportos paulistas, é em Brasília que se registra o maior atraso.Um vôo da companhia aérea Gol que chegaria de Boa Vista às 7h10 estava confirmado para pousar apenas às 12h45 - com cinco horas e 35 minutos de atraso. Outro vôo, da mesma companhia, que pousaria de Aracaju às 9 horas, só deveria chegar aproximadamente às 12h30.Os passageiros do vôo 1783, da Gol, com destino ao Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, teriam de esperar 5 horas e 30 minutos para decolar. O vôo 1783 que estava programado para às 7h40, só irá sair às 13h10. Já o vôo 3470, da TAM, que sairia às 11h50, foi remarcado para 13h10.Porto AlegreOs atrasos aconteceram também ao Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Dezesseis vôos chegaram e partiram atrasados da capital gaúcha na manhã desta quarta. A média de atrasos variou de 40 minutos a duas horas.Segundo levantamento da Infraero, quatro vôos - duas chegadas e duas partidas - foram cancelados no aeroporto, que tinha previsão de 59 decolagens e 60 pousos nesta quarta.Crise no setor Os controladores do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta 1), de Brasília, iniciaram a operação-padrão na sexta-feira, 27, reduzindo o número de aeronaves vigiadas por controlador.A categoria decidiu que não iria mais trabalhar acima de sua capacidade após a queda do avião da Gol em Mato Grosso, que resultou na morte dos 154 pessoas, em 29 de setembro, e no afastamento de oito controladores do Cindacta 1.A operação-padrão também é uma reação da categoria à suspeita de que a conduta de um funcionário do Cindacta 1 teria contribuído para o acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.