Aumenta o número de casos de dengue no Paraná

Calor teria contribuído para a proliferação do mosquito transmissor da doença, o 'Aedes aegypti'

11 de agosto de 2007 | 16h06

O número de casos de dengue no Paraná disparou neste ano. Somente nos primeiros sete meses de 2007, já foram confirmadas 20,395 mil ocorrências, o dobro dos 10 mil casos verificados em 2003, ano até então considerado o mais crítico do Estado. Em 2006, foram cerca de 1,1 mil ocorrências. As informações são da Agência Brasil. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, de janeiro a julho deste ano, sete pessoas morreram por dengue hemorrágica e três devido a complicações decorrentes da doença. O técnico do Programa de Controle da Dengue no estado, Sílvio Brandt, acredita que as ações conjuntas desenvolvidas por diversos órgãos do governo - como Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Secretarias de Comunicação e Educação - reduzirão as ocorrências nos próximos meses. "Mas o principal trabalho tem que ser feito pela população, pois não adianta o governo ser rigoroso na prevenção se cada um não cuidar de sua propriedade, onde são encontrados 80% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue", disse. Segundo ele, desde janeiro, houve transmissão ativa de dengue em 144 municípios paranaenses. "O que está acontecendo não é novidade: há anos o vírus circulante existe no estado, principalmente nas regiões de mais calor", afirmou. "Só que este ano o calor foi atípico em praticamente todas as regiões, o que acabou contribuindo para a proliferação do mosquito transmissor, além das epidemias no Mato Grosso do Sul e Paraguai, locais próximos do Paraná."

Tudo o que sabemos sobre:
Aedes aegyptidengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.