Aumenta quantidade de praias poluídas em SP

As praias do litoral paulista estão mais poluídas que no verão passado, segundo a Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).Na última amostragem, a companhia constatou que 34 - ou 23% - das praias analisadas estão impróprias para banho. Praia Grande, São Vicente e Mongaguá são as cidades com maior número de praias poluídas.Segundo a bióloga Débora Orgler de Moura, do Setor de Águas Litorâneas da Cetesb, a causa da piora da balneabilidade é o excesso de chuva. Ela citou como exemplo Guarujá e Santos, onde o nível de precipitação passou de 107 e 155 milímetros no mês de janeiro para 355 e 360 milímetros, respectivamente. "A água das enxurradas acaba levando para o mar o material dos esgotos clandestinos ou o acumulado em valas", explica.Débora também mostrou como é feita a classificação das praias. É colhida uma amostra de água de cada uma, durante cinco semanas consecutivas. "São consideradas impróprias para banho aquelas que tiverem duas ou mais amostras com mais de 800 bactérias fecais por 100 mililitros", explica. "Ou então, se em apenas uma for encontrada mais de 2 mil bactérias fecais por mililitro."Em janeiro, a Cetesb fazia três amostragens por semana. De agora em diante até o próximo verão, será apenas uma, sempre aos domingos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.