Aumentam os níveis em todos os reservatórios paulistas

O efeito combinado entre a chuva dos últimos dias e a economia da população ? premiada com 20% de desconto na conta da energia elétrica, favoreceu o aumento do nível de todos os reservatórios da região metropolitana de São Paulo. Segundo o meteorologista da empresa Climatempo Alexandre Nascimento, o sistema Cantareira, que abastece 9 milhões depessoas da Grande São Paulo, está operando com 18,3% de sua capacidade total. O Cantareira atingiu o nível mais baixo de sua história em 1º de dezembro do ano passado, quando chegou a operar comapenas 1,6% de sua capacidade. Mesmo assim, ainda é pouco. O nível satisfatório do sistema seria em torno de 40%. O Guarapiranga, que estava em 46,8%, agora opera com 48,9%. O Rio Grande manteve-se em 89,7%; o Rio Claro passou de 101,6% para 101,7% (o volume excedente de água é direcionadopara outro reservatório do sistema); o Alto Tietê está com 34,3% e o Alto Cotia, com 42% de sua capacidade total.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.