Autonomia do BC opõe Índio da Costa a Temer e Leal

A questão da autonomia do Banco Central opôs os candidatos a vice no debate de ontem. De um lado, Michel Temer e Guilherme Leal defenderam o modelo atual, não formalizado. "O Henrique Meirelles (presidente do BC) tem uma liberdade de atuação extraordinária. Acho que temos de manter o mesmo sistema, o que já foi expressado várias vezes pela candidata Dilma", disse o peemedebista. "Concordo com o Temer, achamos que não há necessidade de uma institucionalização da independência, está funcionando bem, não precisamos mexer", afirmou o vice de Marina Silva.

, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2010 | 00h00

Índio da Costa, no entanto, pregou uma "independência que converse com o Ministério do Planejamento e da Fazenda". "Não pode o ministro da Fazenda pensar uma coisa, o do Planejamento outra e o presidente do BC outra. Fica uma briga institucional", afirmou o deputado do DEM.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.