Terreno será usado para quitar dívidas trabalhista
Terreno será usado para quitar dívidas trabalhista

Autor de ação que resultou em leilão da Ilha dos Frades fica com lote

Pregão do terreno em Salvador foi realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho para quitar dívidas trabalhistas

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

08 Agosto 2012 | 18h31

O próprio autor da ação trabalhista que motivou o leilão da Fazenda Loreto, terreno de 1,915 milhão de metros quadrados na Ilha dos Frades, na Baía de Todos os Santos (BA), ficou com o lote. O pregão foi realizado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da Bahia na tarde desta quarta-feira, 8, em Salvador.

Segundo a assessoria do TRT, foram feitos cinco lances pela propriedade, mas nenhum atingiu o preço mínimo estipulado para a fazenda, que foi majorado de R$ 3 milhões para R$ 5 milhões, a pedido dos advogados da parte reclamada - uma empresa de engenharia da Bahia. O autor da ação, ex-funcionário da empresa, que participou do pregão, fez então uso do seu direito de igualar o lance mínimo e levou o terreno, por adjudicação (transferência judicial de propriedade).

O valor do lance, porém, é pouco mais de R$ 3 milhões maior do que o valor discutido na ação judicial, segundo a assessoria do TRT. Por isso, o novo dono da fazenda precisa depositar a diferença em no máximo três dias para o tribunal para ter direito à posse. O montante será utilizado, de acordo com o TRT, para a quitação de outras dívidas trabalhistas.

O leilão chamou a atenção por envolver uma das mais belas paisagens do litoral brasileiro. A fazenda, localizada na face norte da ilha, de frente para a cidade de Madre de Deus, tem a maior parte de seu terreno formado por vegetação da Mata Atlântica preservada e conta com uma das construções mais conhecidas da região, a Igreja Nossa Senhora do Loreto. Erguido no século 19, o templo é tombado pelo Patrimônio Artístico Cultural da Bahia (Ipac) e avança sobre o mar, instalado em um cais de pedra.

Além disso, a orla da fazenda, de 100 metros de extensão, é acessível apenas pelo mar e um grande coqueiral isola as cinco casas principais do terreno - que ainda conta com dois imóveis menores, para moradia de funcionários, um depósito e uma quadra esportiva.

Mais conteúdo sobre:
Leilão, Ilha dos Frades Salvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.