Avenida Doutor Arnaldo terá praças, com mesas para jogos

A Avenida Doutor Arnaldo terá pequenas praças, com bancos e mesas para jogos. Para a construção desses espaços, seis das tradicionais bancas de flores terão de mudar de lugar. A remoção é necessária para garantir a largura mínima da calçada na frente de postes e árvores.Hoje, o passeio não tem espaço suficiente para a passagem de cadeirantes. ?A calçada na região estava muito danificada e com desníveis?, diz Daniela Carelli, autora do projeto da reforma. As bancas serão realocadas nas extremidades do bloco de floriculturas. A reforma, que começou na terça-feira, deve durar 90 dias.?Queremos que tanto os floristas como outros freqüentadores da região usufruam?, afirma Daniela. Ainda não está definido quem paga a conta da conservação. ?A manutenção dessas áreas verdes pode ser feita por empresas, com termos de cooperação, mas ainda não há definições?, diz a autora do projeto.A reforma começou nos dois primeiros quarteirões da avenida, do túnel da Avenida Paulista até a Rua Major Natanael, sentido bairro. Não haverá interdições. Durante as obras, metade da calçada será preservada para a passagem dos pedestres. Praticamente todo o piso será trocado pelo ladrilho intertravado. No total, são 3,7 mil metros quadrados de calçadas novas. Apenas o passeio próximo à Estação Clínicas do Metrô não será removido. A calçada será dividida em faixas livre e de serviço (reservada para os postes e serviços de manutenção). A prefeitura elaborou ainda uma sugestão de reforma para as bancas de flores. O projeto inclui a troca dos toldos azuis por modelos transparentes e retirada das placas de identificação. A realização depende da aprovação e custeio dos próprios floristas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.