Avião a serviço da Eni cai no Paquistão; morrem os 21 a bordo

Um pequeno avião a serviço da companhia petrolífera ENI caiu nesta sexta-feira depois de decolar do aeroporto de Karachi, no Paquistão, causando a morte de todas as 21 pessoas a bordo.

REUTERS

05 Novembro 2010 | 09h48

O aparelho, um bimotor Beech 1900C operado pela empresa privada JS Air, caiu dentro de um complexo militar perto do aeroporto internacional Jinnah, de Karachi,

Um porta-voz da JS Air, Nadeem Hanif, disse que estavam a bordo 17 pessoas trabalhando para a ENI, dois pilotos, um técnico e um segurança.

A italiana ENI, uma das maiores empresas estrangeiras operando no setor de energia do Paquistão, informou em um comunicado emitido em Milão que 15 dos passageiros eram empregados da empresa e 2 trabalhavam para uma subcontratada.

De acordo com o porta-voz da Autoridade da Aviação Civil do Paquistão, Pervez George, o aparelho caiu por causa de uma falha técnica.

Mais conteúdo sobre:
ACIDENTE PAQUISTAO AVIAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.