Avião cai no interior paulista e deixa piloto em estado grave

Mesmo experiente, o piloto não conseguiu decolar e o monomotor agrícola caiu em um buraco

Sandro Villar/AE,

24 de dezembro de 2010 | 00h23

O piloto de um monomotor sofreu um acidente na manhã da quinta-feira, 23, em Cajobi, no noroeste do Estado. Anderson de Souza Lacerda, de 38 anos, está na UTI do Hospital de Base, mas não corre risco de vida.

 

Ao tentar decolar para pulverizar um canavial, o avião caiu na manhã de quinta-feira, 23, causando ferimentos graves no piloto. Depois de percorrer cerca de cem metros, o avião não levantou e foi parar em um buraco. A cabine e a frente do monomotor ficaram destruídas.

 

Com fraturas na mandíbula e no braço esquerdo, o piloto foi socorrido por uma ambulância e internado primeiramente na Santa Casa de Cajobi. Mais tarde ele foi transferido para a Santa Casa de Olímpia, onde foi operado. Por volta das 14 horas, Lacerda seguiu numa ambulância equipada com UTI para São José do Rio Preto e deu entrada no Hospital de Base.

 

No começo da noite, a assessoria de imprensa do hospital disse que o piloto está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e que, apesar de seu estado ser grave, ele não corre risco de morte. O monomotor agrícola era usado na pulverização de lavouras. As causas do acidente serão apuradas pela Aeronáutica, segundo informou a Polícia Militar de Cajobi.

Tudo o que sabemos sobre:
AviãoCajobiacidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.