Avião cai no Paraguai e pode ter matado dois brasileiros

A queda do avião bimotor 350, prefixo PT-EHM na área rural de Encarnación, Paraguai (350 quilômetros de Foz do Iguaçu), no início da noite de quarta-feira, pode ter provocado a morte de dois pilotos brasileiros que ocupavam o aparelho. A Polícia paraguaia ainda não confirmou as identidades, mas as primeiras buscas indicam que os dois mortos podem ser Cristiano Homem e Alexandre Tascha, ambos moradores em Concórdia, no oeste catarinense.Segundo João Luiz Floriani, residente em Concórdia e tio de Cristiano, o consulado brasileiro indicou uma pessoa para acompanhar as buscas, mas até agora não houve resposta. "Eles precisam resolver algumas questões de jurisdição. Acionamos o consulado e estamos ansiosos esperando alguma notícia", disse. "Eles deveriam ter retornado para casa na quarta-feira, pois a permissão de permanência no Paraguai, que deram entrada no domingo, havia terminado. Nós os esperávamos para as festas de final de ano. Ainda temos um pouco de esperança".Em informações obtidas com o oficial Flores, da polícia paraguaia e um dos responsáveis pela busca dos corpos, os dois ocupantes estavam totalmente carbonizados e serão identificados somente após exames da arcada dentária. "O avião, que pertence a uma pessoa do Rio, caiu diretamente no solo, sem chance alguma de sobrevivência", concluiu.A região de Encarnación, local da queda do bimotor, ficou conhecida neste ano após a descoberta de um cemitério com cinco aviões que, segundo a imprensa local, pertenciam a grupos envolvidos com transporte ilegal de cigarros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.