Avião da Gol é encontrado no norte de Mato Grosso

O Boeing 737-800 da Gol, com 155 pessoas, que se chocou no ar com uma aeronave de pequeno porte, um jato Legacy, da Embraer, na tarde desta sexta-feira, 29, foi encontrado na Fazenda Jarinã, no norte de Mato Grosso, por volta das 9h30 (horário de Brasília) na manhã deste sábado, 30. Até as 9h40 ainda não havia informações sobre vítimas do acidente. A Gol, em um comunicado oficial nesta manhã, confirmou a localização dos destroços da aeronave a 30 quilômetros a leste da cidade de Peixoto de Azevedo, no norte de Mato Grosso e ressaltou não ter dados sobre sobreviventes.De acordo com dados apurados pelo Blog do Noblat, as primeiras informações sobre os destroços do avião da Gol indicam que não houve explosão ou incêndio e as equipes do Exército e da Aeronáutica ainda não haviam pousado no local até as 10 horas para saber se havia sobreviventes.Fontes da Força Aérea Brasileira (FAB) confirmaram que os destroços do avião foram encontrados. A Aeronáutica fechou o espaço aéreo para sobrevôos e decolagens de aeronaves de todos os portes na manhã deste sábado, 30, por conta das atividade de busca e salvamento no norte de Mato Grosso ao vôo 1907. A restrição atingiu inclusive a pista de pouso da cidade de Matupá, município próximo à área do desaparecimento - a aeronave caiu próximo à fazenda Jarinã, no município de Peixoto de Azevedo. Com a proibição de sobrevôos e decolagens na região do acidente, jornalistas de vários países tiveram o embarque impedido na manhã deste sábado, no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, em direção ao local do acidente. A delimitação foi necessária porque aeronaves de resgate (oito aviões e cinco helicópteros) sobrevoavam a região nesta manhã. As pistas de pouso eram utilizadas para as equipes de salvamento e resgate.A Gol divulgou lista de passageiros na madrugada deste sábado. Entre eles, há uma criança de 11 meses. Além do 0800 2800749 da Gol, familiares dos passageiros podem obter informações na Infraero no (61) 3214 6181 / 6182.O acidenteO avião desapareceu após ter se chocado no ar com um jato Legacy, fabricado pela Embraer. A aeronave de pequeno porte, que era pilotada por um americano e decolou do aeroporto de São José dos Campos (SP), fez um pouso forçado na Base Aérea do Cachimbo, no Pará, e não registrou vítimas.O Boeing 737-800 da Gol fazia o vôo 1907, de Manaus para o Rio, com escala em Brasília. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião saiu de Manaus às 15h35 e deveria ter pousado na capital federal às 18h12. Às 16h48, o Boeing sumiu dos radares do controle de tráfego aéreo. Conforme nota oficial da Gol, o último contato com o avião ocorreu às 17 horas, via rádio. A companhia recebeu o Boeing, que tinha 200 horas de vôo, no último dia 12.O radioamador Laudir Benevides, de Goiás, foi o primeiro a comunicar a FAB sobre o acidente às 17h55 (horário local). Ele recebeu informação de um fazendeiro de Peixoto Azevedo, que teria visto o acidente. Conforme o fazendeiro, o avião vinha em alta velocidade, se chocou contra o solo e explodiu. Não haveria sobreviventes. O Boeing tinha combustível suficiente para voar cerca cinco horas sem precisar reabastecer.Destaque internacionalA imprensa internacional também destaca o acidente envolvendo o avião da Gol, na região amazônica do Mato Grosso. A norte-americana CNN destaca o fato com fotos de familiares e um histórico da empresa aérea. A inglesa BBC apresenta um mapa da região amazônica e cita a possível colisão do Boeing da Gol com um jato particular. O francês Le Monde também traz a história e diversos hiperlinks ao longo da sua matéria. Todos os textos citados estão em inglês.Leia a íntegra da nota da Gol"A Gol, profundamente comovida, cumpre com o dever de informar que ocorreu um acidente com o vôo 1907, que partiu na sexta-feira, 29, às 15h35 (horário de Brasília) do aeroporto de Manaus e tinha chegada prevista ao aeroporto de Brasília às 18h12. O último contato com a aeronave ocorreu às 17h00. A aeronave, um Boeing 737-800, foi recebida nova do fabricante no último dia 12 de setembro e tem apenas 200 horas de vôo.Estavam a bordo 155 pessoas, sendo que 149 delas eram passageiros e 6 tripulantes. Os destroços da aeronave foram localizados 30 quilômetros a leste do município de Peixoto Azevedo (MT). Ainda não há confirmação de sobreviventes.As autoridades aeronáuticas estão apurando as circunstâncias do acidente. A Gol vai divulgar continuamente informações assim que elas estiverem disponíveis.A Gol Linhas Aéreas iniciou suas operações em 15 de janeiro de 2001, tendo voado mais de 650.000 mil horas sem nenhum acidente fatal.A empresa faz questão de manter a transparência com os familiares, imprensa e com o público em geral. Para tanto, as informações atualizadas sobre o ocorrido poderão ser encontradas neste site.Os familiares dos passageiros dispõem do seguinte telefone gratuito para obter informações adicionais: 0800-2800749A empresa desde já se solidariza com os familiares e amigos das vítimas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.