Avião da Gol que derrapou deve voltar a voar nesta sexta

O avião da Gol que deslizou na pista do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, por volta das 6h10 desta sexta-feira, 6, quando efetuava o pouso, deverá retomar sua operação normal ainda nesta sexta, segundo informações de nota divulgada pela empresa.O vôo 1941 com 122 passageiros e seis tripulantes, vindo de Cuiabá para São Paulo, pousou às 6h06 em Congonhas, e, de acordo com a companhia, acabou derrapando devido ao excesso de água na pista, após a chuva que caiu durante esta madrugada. A aeronave, segundo a Gol, manobrava para deixar a pista de pouso, em baixa velocidade, quando a roda do trem de pouso avançou sobre a grama. Metade da fuselagem do Boeing 737-300 ficou no canteiro central do aeroporto. Ninguém ficou ferido, mas o aeroporto foi fechado imediatamente para pousos e decolagens. A aeronave foi removida com auxílio de um trator e após limpeza da pista, ela foi reaberta às 7h15. Por causa do fechamento, cerca de 50 vôos atrasaram e segundo a Infraero, a previsão é de que até o final da manhã os vôos sejam normalizados. De acordo com reportagem da Rádio Eldorado AM, não houve pânico entre os passageiros do vôo 1941, que descreveram que o Boeing ao tocar o solo começou a deslizar pela pista. Alguns passageiros disseram ter sentido um cheiro muito forte de borracha, dentro da própria aeronave. A derrapagem teria ocorrido por conta do emborrachamento da pista, que provocou o deslizamento do Boeing, segundo informações iniciais. Parentes e amigos dos passageiros que desembarcariam em Congonhas não estavam sendo informados, segundo a Eldorado, sobre o acidente nem como estavam os passageiros.Em março, um avião da BRA também derrapou na pista do Aeroporto de Congonhas em um dia de forte chuva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.