Avião da TAM é rebocado e faz manutenção não programada

Em Brasília, passageiros têm que desembarcar da aeronave, que faria uma escala em Belo Horizonte

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

26 Julho 2007 | 11h29

A assessoria de imprensa da TAM, em São Paulo, confirmou que um Airbus A320 - o mesmo tipo de aeronave que se acidentou na região em Congonhas, na zona sul paulistana, na semana passada - teve de fazer manutenção preventiva não programada na noite de quarta-feira.   O vôo era o 3371, que deveria partir do Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek, em Brasília, às 17h52. O vôo 3371 decolaria para o Rio de Janeiro, com escala em Belo Horizonte.   No entanto, houve atraso e o jato só aterrissou em Brasília às 19h45, quando foi informado aos passageiros que a aeronave teria de parar para que fossem feitos os reparos.   Os passageiros contaram que, momentos antes da decolagem, as luzes internas foram apagadas e o ar-condicionado desligado. O comandante teria informado sobre problemas com o gerador e a turbina e os passageiros tiveram que desembarcar.   De acordo com a assessoria, depois de concluídos os serviços de manutenção, o Airbus A320 só decolou às 23h54, rumo ao Aeroporto Internacional de Confins, em Belo Horizonte. Os passageiros, então, ficaram hospedados em hotéis até a manhã desta quinta-feira na capital mineira.   Às 10h24, eles foram acomodados no vôo 3383, cumprido pela mesmo avião alvo da manutenção preventiva não programada, e seguiram para o Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio, o destino final da viagem.   A Infraero afirmou que não pode falar sobre esse tipo de ocorrência e que cabe à empresa aérea se manifestar.   Matéria ampliada às 11h43

Mais conteúdo sobre:
crise aérea TAM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.