Avião levando três pilotos cai e mata casal em cidade goiana

Monomotor caiu sobre casa em Luziânia; um dos pilotos e a namorada dele morreram; outros dois ocupantes ficaram feridos

Marília Assunção, Especial para o Estado

11 Janeiro 2015 | 15h56

GOIÂNIA - Duas pessoas morreram na queda de um avião monomotor sobre uma casa na cidade de Luziânia, situada no entorno do Distrito Federal. O acidente ocorreu no início da noite de sábado, 10. No avião, estavam três pilotos e a namorada de um deles. As vítimas fatais foram João Henrique Baeta, 40 anos, que pilotava a aeronave, e a namorada dele, identificada  pelo Corpo de Bombeiros como Maysa Santos. 

Na casa, que ficou totalmente destruída, morava um casal que estava fora da residência na hora da queda, às 19h.  O acidente aéreo, conforme os bombeiros, deixou feridos os também pilotos Rodrigo Castanheira Carvalho, que seria funcionário da Gol Linhas Aéreas, e Márcio Barrocos Delmonte. 

O monomotor, explicou na tarde deste domingo, 11, o tenente Gabriel Lins, comandante da Companhia de Operações dos Bombeiros de Luziânia, é um Embraer 710, conhecido como Carioca, um monomotor de asa baixa, "usado para decolar e pousar em pistas curtas". Ele relatou que um dos dois sobreviventes sofreu hemorragia interna e fratura em uma das pernas, enquanto o outro saiu praticamente ileso. 

O monomotor, prefixo PT NAB, conforme levantamento da corporação, está registrado no nome de um homem que não estava no avião. O objetivo do grupo que seguia na aeronave era fazer um voo panorâmico. Os dois pilotos que se feriram foram internados em hospitais da região sem risco de morte. 

Os bombeiros tiveram dificuldades para fazer o salvamento dos vivos e remover as vítimas fatais dos destroços, já que houve vazamento de combustível para o interior dos escombros da casa, situada no Setor Aeroporto. "Evitamos que houvesse fogo e uma explosão, risco muito grande na hora do salvamento", observou.


Mais conteúdo sobre:
acidentemonomotorluziânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.