Avião se incendeia no aeroporto de Teresina

Um avião Sêneca II incendiou-se nesta sexta-feira às 14 horas, durante a tentativa de um pouso de emergência, no Aeroporto de Teresina.No acidente, morreu o piloto, Péricles Nóbrega, de 53 anos, e ficaram feridos, Vival Seixas, 32, também piloto, e Marcos Bonfim, 38 anos, major da Força Aérea que estava checando a habilitação dos dois pilotos.O vôo que os três faziam é uma prova realizada anualmente pelos pilotos para renovar o brevê. Segundo os dois sobreviventes, logo após a decolagem, Nóbrega, que pilotava a aeronave, percebeu um princípio de incêndio no motor direito do avião, onde ficam os comandos que mantêm o controle do aparelho.Mesmo com a aeronave descontrolada, ele tentou um pouso de emergência. Seixas e Bonfim deixaram a aeronave ainda em movimento, enquanto o piloto conseguiu levá-la para fora da pista, que por isso não precisou ser interditada.O Corpo de Bombeiros chegou 20 minutos depois do acidente, a tempo de socorrer os feridos, mas tarde demais para ajudar o piloto, que morreu sem ao menos retirar o cinto de segurança, com grande parte do corpo queimada, incluindo todo o rosto.O avião ficou bastante danificado. Peritos do Serviço Regional de Aviação Civil devem chegar neste sábado a Teresina para investigar as causas do acidente, o segundo com aviões da empresa de Táxi Aéreo Bem-te-vi em um ano.No dia 3 de outubro do ano passado, um avião da empresa caiu em Picos, matando o piloto Gladstone Rodrigues.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.