Avó e neto morrem atropelados por motoqueiro na BR-101 no sul de SC

Vítimas atravessavam a pista, num trecho onde não há passarela, após descerem de um ônibus

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

10 Março 2012 | 02h13

SÃO PAULO - A aposentada Maria de Oliveira Patrício, de 58 anos, e o neto dela, Leônidas Manoel Gouveia Neves, de 1 ano e 8 meses, além do motoqueiro que o atropelaram, morreram, por volta das 21h15 de sexta-feira, 9, ao tentarem atravessar a pista sentido Porto Alegre da BR-101, em Araranguá (SC), no sul catarinense, a 220 quilômetros da capital Florianópolis.

 

Pilotando uma Yamaha R1, Adelmo Pedroso dos Santos, de 28 anos, segundo testemunhas, em alta velocidade, não conseguiu frear ao ser surpreendido pelos dois pedestres que atravessavam a rodovia. O menino e o motoqueiro morreram no local. Maria de Oliveira ainda foi levada para o pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos. Avó e neto moram em Criciúma e haviam acabado de descer de um ônibus vindo da cidade onde residem.

 

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao IML de Araranguá. O caso foi registrado pelo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) naquele município, porém os dados serão repassados para o 1º Distrito Policial Civil da cidade. Segundo a PRF, não há passarela naquele trecho da rodovia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.