Ayrton Senna-Carvalho Pinto deve receber 800 mil carros na Páscoa

Durante feriado, Ecopistas disponibilizará 47 viaturas para atendimento, além de uma base avançada que oferecerá a auxílios mecânicos

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

30 de março de 2010 | 17h10

Entre 730 mil e 800 mil veículos devem passar pelo Corredor Ayrton Senna-Carvalho Pinto no feriado da Páscoa para chegar às praias do litoral norte, ao Vale do Paraíba e à região serrana de Campos do Jordão, no Estado de São Paulo.

 

Veja também:

linkInterdições na Régis e a Fernão Dias continuam na Páscoa

 

De acordo com a Ecopistas, que administra as estradas, a contagem de veículos terá início à 0h de quinta-feira, 1º, e se estenderá até as 24 horas de domingo, 4. A estimativa considera os dois sentidos da via, tanto para os motoristas que seguirão rumo à capital quanto para os que viajarão em direção ao Rio de Janeiro.

 

Por isso, durante o feriado prolongado, a concessionária disponibilizará 47 viaturas para atender aos usuários. Entre elas, oito rotas de inspeção de tráfego, quatro viaturas de apoio operacional, cinco guinchos leves, dois guinchos pesados, um caminhão para apreensão de animais e cinco ambulâncias: uma UTI móvel e quatro unidades de resgate.

 

Além disso, para informar os usuários quanto às condições de trânsito, três painéis móveis de mensagens variáveis estarão expostos em pontos estratégicos das rodovias. Uma base avançada, localizada na região de Mogi das Cruzes no quilômetro 45 da Ayrton Senna, sentido capital, também estará disponível aos usuários.

 

No local, os motoristas contarão com dois profissionais que prestarão auxílio mecânico aos veículos que necessitarem de manutenção. Os usuários ainda poderão utilizar os banheiros, tomar água e obter informações sobre as duas rodovias com os profissionais de plantão.

 

Em caso de emergência, os motoristas devem solicitar o auxílio da Ecopistas por meio do telefone gratuito 0800-7770070. Na Ayrton Senna, os usuários também podem utilizar os telefones de emergência, localizados a cada quilômetro da estrada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.