Babá é acusada de agredir três crianças

O casal João Batista Barbosa da Silva e Carla Fernanda Alves dos Santos, morador do Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia, constatou que a babá Divina Elaine Leite estava agredindo seus três filhos - um bebê de apenas seis meses, um menino de dois anos e uma garota de oito anos. Os pais desconfiaram ao perceberem que as crianças estavam extremamente agressivas e assustadas. A suspeita aumentou quando a filha mais velha contou que havia sido ameaçada pela babá. Batista instalou três câmeras em sua casa, no último dia 27 e, em 12 horas de gravações, as imagens mostraram sete minutos de agressões da babá contra as crianças. A gravação amadora mostra Divina atacando com tapas o bebê de 6 meses, que chora deitado no berço. A criança chega a ficar calada por alguns segundos e volta a chorar. Então a babá pega o irmão, de 2 anos, tira-o da cama e bate nele, sem motivo aparente. Depois dessa primeira sessão de espancamento, Divina tira o garoto do quarto para recomeçar a agressão. Mesmo fora do quarto, a câmera capta o som de mais um momento de violência. O pai das crianças entrou com uma representação no Ministério Público contra a babá nesta terça-feira. A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO) vai entrar com uma representação na Justiça contra a babá. Divina Elaine Leite, negou, em entrevista à rádio CBN Anhangüera, que tenha agredido os menores. Segundo a babá, ela corrigia as crianças e, como tinha muita coisa para fazer e sua cabeça doía, colocava os pequenos de castigo para não fazerem bagunça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.