Bahia prepara carnaval para 2 milhões de pessoas

Pelo menos 2 milhões de pessoas devem brincar o carnaval baiano, animados por 120 blocos, cordões e trios elétricos durante seis dias. A Secretaria de Turismo do Estado calcula que 900 mil turistas visitarão a Bahia, dos quais 411 mil curtirão o carnaval de Salvador. Estima-se que a festa movimente no Estado US$ 150 milhões, cerca de US$ 80 milhões na capital. Com o tema Viva o Povo Brasileiro, os jingles de divulgação procuram enfatizar a grande mistura de ritmos que vem caracterizando o carnaval baiano nos últimos anos. Encontros de artistas locais com os de fora vêm tornando possíveis fusões curiosas das músicas de trio elétrico com sertanejo e funk. As ruas de Salvador já estão sendo decoradas com painéis e estandartes que lembram a cultura popular brasileira. No Pelourinho, por exemplo, os motivos são as capas dos livretos de literatura de cordel. Servirão de cenário para os desfiles de pequenos blocos, animados por instrumentos de sopro e percussão, pois os trios elétricos são proibidos no centro histórico - uma ótima opção para quem quer fugir da confusão. Os desfiles dos blocos de trio serão realizados nos circuitos do centro e orla marítima a partir desta quinta-feira, puxados por Ivete Sangalo, Daniela Mercury, Carlinhos Brown e a banda Chiclete com Banana do bloco Camaleão, cujo abadá, a fantasia que dá direito a participar do desfile, é avidamente disputado pelos foliões. Em mãos de cambistas, o abadá pode chegar a custar R$ 1.300 nas vésperas do carnaval. A beleza dos blocos afros pode ser conferida no centro, no sábado de carnaval, quando o Olodum, o Ilê-Aiyê, o Malê Debalê e outros desfilam saindo do Pelourinho em direção à Praça do Campo Grande. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Carlinhos Brown, que sempre lutaram pela revitalização do carnaval na Castro Alves, devem dar "canjas" durante os shows. Além disso, o músico Armandinho, filho do criador do trio elétrico Osmar Macedo, confirmou que voltará a participar do encontro de trios na Castro Alves. Nos últimos anos, ele vinha promovendo o encontro de trios na orla.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.