'Baixaram o documento errado', diz candidata

A presidenciável petista Dilma Rousseff disse ontem não concordar com "vários pontos" do programa de governo aprovado pelo Congresso Nacional do próprio partido, ocorrido em fevereiro. O documento foi entregue por engano ao TSE e substituído por uma versão mais branda. Dilma afirmou, ainda, que irá trocar mais uma vez o texto apresentado à Justiça junto com o registro da candidatura da petista.

Adriana Carranca, O Estado de S.Paulo

08 de julho de 2010 | 00h00

"Ao mandar (o plano de governo ao TSE), baixaram o documento errado. E, aí, em vez de colocar o documento da campanha, colocaram o programa aprovado no congresso do PT, que é do PT. A campanha é uma coligação. Nós não concordamos com vários pontos do documento do PT", declarou ontem a ex-ministra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.