Bala perdida atinge mulher na cabeça na Linha Vermelha

Maria das Graças Simões Veloso de Paula, de 56 anos, foi atingida na cabeça por uma bala perdida, no início da madrugada de domingo, quando passava pela Linha Amarela. Ela teve perda de massa encefálica e está internada em coma profundo no Hospital Copa D´Or, na zona sul do Rio.Maria das Graças estava no banco do carona do Fiat Uno, dirigido pelo marido. O casal tinha saído de casa no Grajaú, na zona norte, para buscar a filha, que estava numa festa na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. Na volta, quando a família passava próximo à favela Cidade de Deus, ouviram um estrondo. Maria das Graças havia sido atingida na cabeça e sangrava muito.O marido, que não teve o nome divulgado, dirigiu por oito quilômetros até a praça do pedágio e pediu ajuda à equipe de socorro da Lamsa, empresa que administra a Linha Amarela. Maria das Graças foi levada numa ambulância para o Hospital Municipal Salgado Filho, onde foi operada para a retirada de fragmentos da bala. De lá, ela foi transferida para o Hospital Copa D´Or. Uma tomografia revelou hemorragia intracraniana. A mulher teve de passar por nova cirurgia. Os médicos consideram o estado de saúde dela gravíssimo. Tanto o 18.º Batalhão da Polícia Militar (Jacarepaguá) quanto o Batalhão de Policiamento de Vias Especiais informaram que não houve operações da PM nem confrontos entre rivais nas favelas próximas à Linha Amarela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.