Balas perdidas atingem 5 pessoas em Lorena: uma morreu

Dois tiroteios em menos de duas horas na noite desta segunda-feira em Lorena, no Vale do Paraíba, deixaram quatro pessoas feridas e causaram uma morte. Das cinco vítimas, três foram atingidas por bala perdida porque passavam pelo local no momento da troca de tiros entre traficantes, entre 19 e 20 horas desta segunda-feira.Segundo a polícia civil, o primeiro tiroteio aconteceu no bairro da Cruz, em frente a um campo de futebol. Um homem, já identificado pela polícia, saiu correndo com uma arma na mão em direção ao traficante Sandro Alberto de Oliveira, de 35 anos.Segundo testemunhas, o criminoso chegou a disparar cerca de 16 tiros. Quatro deles acertaram o alvo, o traficante conhecido por Sandrão, mas os outros disparos acabaram atingindo dois irmãos, de 14 e 17 anos, que jogavam bola na Rua Elísio Antonio dos Santos.Um deles foi atingido no joelho e o outro no ombro. De acordo com o delegado titular de Lorena, Wilson Stefan de Moraes, os irmãos não tinham nenhum envolvimento com o tráfico de drogas. ?Infelizmente, é lamentável que pessoas inocentes sejam atingidas?, afirmou.Com medo de represálias, a família das vítimas ficou muito abalada e mandou recado, através de vizinhos, de que não comentaria o assunto. Uma das testemunhas, o autônomo S., de 40 anos, que chegava do trabalho, disse que no bairro a população que não está envolvida com o tráfico de drogas vive com medo. ?Aqui é assim, infelizmente isso acontece com freqüência e não há o que fazer.?Uma hora depois, do outro lado da cidade, a jovem Darliene Correa, de 18 anos, foi ferida com um tiro no peito, quando passava pela Avenida Lorena, no bairro Cecap Nova. Um homem desconhecido fez vários disparos na direção de Rafael de Campos, de 18 anos, que, apesar dos ferimentos graves, conseguiu escapar da morte.Segundo a polícia civil, Rafael já tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio. ?Infelizmente a jovem foi atingida porque passava pela rua no momento. Estamos apurando os dois casos.?No ano passado, Lorena registrou, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, 37 homicídios, número 12% maior que em 2001, quando foram notificados 33 assassinatos.AdolescenteO adolescente J.A.S.C., de 14 anos, acusado de emprestar uma arma ao estudante A.L.S., na semana passada, foi detido nesta terça-feira em sua própria casa, em Lorena. O adolescente teria emprestado um revólver para que A.L.S., de 14 anos, matasse um colega de classe, o menor Wagner de Carvalho, na última quarta-feira, em uma escola pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.