Balas perdidas deixam dois mortos no Rio

Duas pessoas foram vítimas de balas perdidas na noite desta terça em dois locais diferentes da cidade do Rio de Janeiro. Em Benfica, o tiroteio entre policiais do Batalhão de Benfica e traficantes da Favela do Arará acabou acertando o caminhoneiro Ednaldo Santos da Silva, de 42 anos, que foi socorrido no Hospital Central do Exército, mas acabou morrendo. Segundo testemunhas, ele foi atingido com um tiro de fuzil nas costas quando chegava em casa na Rua Matupiri. O bandido, identificado como Auri, foi morto pelos policiais. Segundo a Delegacia de Bonsucesso, o agressor estava armado com uma pistola PT 380. Ao volante - Uma mulher ainda não identificada foi morta a tiros na Avenida Rui Barbosa, no Flamengo. Segundo as primeiras informações da polícia, a vítima estava ao volante de um carro, na altura do InstitutoFernandes Filgueira. As informações são do Jornal O Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.