Balconista de 15 anos esfaqueia e mata o patrão em Santos

O comerciante Francisco Memesio Saraiva Rabelo, de 49 anos, morreu nesta sexta-feira, 16, após ser esfaqueado no peito pela menor F.C.S., de 15 anos. O crime aconteceu em Santos, na Baixada Santista. F.C.S. trabalhava há quatro meses como balconista do bar "Paradinha", no bairro do Valongo, que pertencia à vítima. De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado no 1º. Distrito Policial (DP) de Santos, patrão e funcionária se desentenderam e a jovem o esfaqueou para se defender, pois havia sido agredida várias vezes no rosto. A menor disse à polícia que estava mantendo um relacionamento amoroso com o patrão e que ele havia se zangado ao saber que a jovem estava sendo aguardada por outro homem para ir embora. O delegado do 1º. DP Antonio de Pádua Brito afirmou que a jovem disse em depoimento que não queria matar, apenas se defender, pois a vítima tentou beijá-la a força. "Foi por causa de ciúmes", afirmou o delegado. O crime aconteceu às 4h45 da manhã dentro do bar, que fica em uma região da cidade onde há grande consumo de crack. A vítima foi socorrida e levada à Santa Casa de Santos, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A menor foi encaminhada para a Delegacia da Infância e da Juventude (Diju).

Agencia Estado,

16 Fevereiro 2007 | 15h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.