Bambu dado como extinto é achado na obra

Uma espécie de bambu dada como extinta há 60 anos foi encontrada durante as obras do Trecho Sul do Rodoanel na região de Mauá e no Parque Bororé, extremo sul da capital. Técnicos e biólogos do Programa de Preservação da Flora, uma parceria entre a Dersa e o Instituto Jardim Botânico, identificaram o bambu ?Merostachys neesii?, que desapareceu do Estado de São Paulo em virtude do desmatamento. Também foram achados exemplares da gramínea ?Streptochaeta spicata?, ameaçada de extinção e existente em poucos lugares.A gramínea é uma espécie primitiva que dá origem aos bambus. Foi localizada na região de São Bernardo do Campo. É nativa do local e não dá flores, apenas muitas folhas. No mesmo local foi encontrada a palmeira ?Lytocaryum Hoehnei?, que estava no livro vermelho das espécies em extinção do Greenpeace.Os três exemplares foram resgatados da mata que foi removida para construção das pistas e levados ao Jardim Botânico, onde serão preservados. Desde o início das obras do Trecho Sul, em maio de 2007, já são mais de seis mil tipos de flores e 184 famílias botânicas resgatadas pelo projeto de preservação da flora.Também foram encontrados em meio às obras 358 animais silvestres, sendo 73 mamíferos - com destaque para espécies raras, como o bugio e o sagüi-de-tufo-preto -, 134 répteis - o mais comum foi o cágado-pescoço-de-cobra - e 151 aves, principalmente pica-paus e quero-queros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.