Bancário vê risco de mais assaltos

O presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região, Luiz Claudio Marcolino, criticou a decisão dos vereadores da capital de derrubar o veto do Executivo à proibição de portas giratórias nas agências bancárias e instituições financeiras. Segundo ele, os detectores de metal inibem a ocorrência de assaltos a banco e ampliam a segurança de empregados e clientes."Sempre vamos defender a instalação e a manutenção dos detectores de metal. O alegado constrangimento causado aos clientes por causa das portas giratórias, na verdade, pode ser combatido com a correta manutenção dos instrumentos", afirma Marcolino. Além disso, o bancário sugere, como solução para os problemas com clientes, o treinamento adequado dos vigilantes das agências para evitar conflitos com o público.A Assessoria de Imprensa da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) informou que a direção da entidade não iria comentar ontem a decisão da Câmara. Segundo ela, os diretores vão avaliar a questão antes de se posicionar a respeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.