Banco da Terra garante áreas para 381 famílias em SP

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Raul Jungmann, participou nesta segunda-feira, em São Paulo, da entrega de títulos de terra a 381 famílias paulistas que fizeram a compra com financiamento do Banco da Terra.No ano passado, o banco financiou R$ 30 milhões em São Paulo. Para este ano, serão R$ 100 milhões. Neste ano, o Banco da Terra terá orçamento de R$ 520 milhões. Foram R$ 350 milhões em 99 e 2000 juntos. A verba da instituição, criada em 99, vem toda do Ministério do Desenvolvimento Agrário.O ministro defendeu a aprovação, o mais rapidamente possível, da Lei Complementar que cria os fundos estaduais para a reforma agrária.O projeto está na Câmara dos Deputados para ser votado. "Acho que pode ser votado ainda esta semana", disse Jungmann.Atualmente, os Estados não podem fazer desapropriações para a reforma agrária, porque não têm recursos específicos para isso, explicou Jungmann. "Os fundos estaduais receberão dinheiro da arrecadação do Imposto Territorial Rural (ITR), que não pode entrar no caixa único. Por isso é que têm que ser criados os fundos estaduais. Daí cada Estado poderá contribuir com a reforma agrária", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.