Bandido confunde secador de cabelos com arma e mata comerciante

Rapaz armado se assusta com movimento de cabeleireiro e atira na cabeça da vítima, em Guarulhos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

23 de dezembro de 2010 | 04h11

SÃO PAULO - O comerciante Cristiano de Siqueira, de 33 anos, foi morto a tiros, por volta das 21h30 de quarta-feira, 22, no interior do estabelecimento, um salão de cabeleireiros localizado na altura do número 426 da rua Joãozinho, no Jardim Monte Carmelo, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Segundo Berenice, esposa da vítima, um rapaz armado, possivelmente um assaltante, ao entrar no salão, se assustou com Cristiano, que segurava um secador de cabelos, e atirou, atingindo o comerciante na cabeça. A esposa de Cristiano acredita que o criminoso, no reflexo, tenha confundido o secador com uma arma. O comerciante morreu no local.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial da cidade. O assassino continua foragido.

Tudo o que sabemos sobre:
ViolênciaGuarulhosSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.