Bandido morre após seqüestro de policial militar em Guarulhos

O seqüestro relâmpago de um soldado do 15º Batalhão, em Guarulhos, na Grande São Paulo, terminou com a morte de um dos três bandidos que haviam rendido o policial militar. No final da noite de quarta-feira, três homens armados abordaram o soldado Queiroz, quando este trafegava em seu Pálio, na Praça dos Aviadores, no Jardim Cocaia. Sem saber que o motorista era um PM, pois Queiroz voltava do serviço e estava à paisana, os bandidos entraram no veículo com a intenção de efetuar saques em caixas eletrônicos com o cartão da vítima.Já na avenida Antônio Carlos, no Jardim Elizabeth, os ladrões encontraram um carregador de pistola dentro do carro e exigiram de Queiroz sua suposta arma. O policial tentou ludibriar o trio dizendo que o carro não era dele e que não estava armado. Insatisfeitos e desconfiados, os criminosos decidiram olhar no porta-malas, mas foram surpreendidos pelo soldado, que conseguiu pegar sua pistola escondida no assoalho e dar voz de prisão. Houve reação e troca de tiros, mas nem o soldado nem os assaltantes, que fugiram, foram baleados.Minutos depois, a Central de Operações da Polícia Militar de Guarulhos recebeu denúncia sobre o possível paradeiro dos ladrões e enviou uma equipe e o soldado Queiroz para o local. Na casa número 25-A da rua Isaura Quedas, no bairro Bela Vista, eles encontraram um suspeito, que, armado com um revólver calibre 38, teria reagido à voz de prisão e foi baleado em troca de tiros. O desconhecido, um rapaz negro, de aproximadamente 25 anos, foi encaminhado ao Hospital Municipal de Urgência onde morreu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.