Bandidos confessam assaltos a bancos de Redenção

Dois dos três homens presos na última sexta-feira em Guaraí (TO) e trazidos para Belém confessaram nesta segunda-feira a participação nos assaltos ocorridos há dez dias às agências do Banco do Brasil e HSBC, em Redenção, no sul do Pará.Interrogados por mais de duas horas na Divisão deRepressão ao Crime Organizado, Jerônimo Filho e Denilson Lopes da Silva revelaram ao delegado Sérvulo Cabral que faziam parte do bando que assaltou os dois bancos e fez mais de 50 reféns entre bancários, clientes e policiais militares.Jerônimo Filho, porém, foi contraditório, primeiro admitindo sua participação, mas depois negando envolvimento com osassaltos. Denilson Lopes da Silva não só confessou como ainda disse ter servido de motorista para a quadrilha. O terceiro bandido, Pio Rodrigues da Cruz, disse sequer saber porque havia sido preso. "Meu negócio é crime do 171 (estelionato)", enfatizou."Não temos mais dúvidas de que Jerônimo e Denilson fazemparte do bando e vamos desarticular toda a quadrilha deles", afirmou Sérvulo Cabral. Quanto a Pio Rodrigues, a polícia está checando informações para poder indiciá-lo. Os três serão levados amanhã para Redenção onde passarão por reconhecimento de testemunhas e reféns dosassaltos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.