Google
Google

Bandidos fazem dezenas de reféns durante ataque a banco em Minas Gerais 

Vitimas tiveram de ficar ajoelhadas em rotatória enquanto quadrilha explodia cofre de agência nesta madrugada na cidade de Pouso Alegre

Rene Moreira, Especial para o Estado

20 de maio de 2019 | 19h00

Dezenas de pessoas foram feitas reféns durante o ataque a uma agência da Caixa Econômica Federal, na madrugada desta segunda-feira, 20, em Pouso Alegre, no sul de Minas Gerais. A maioria das vítimas estava em dois ônibus que foram parados em uma avenida e tiveram de ficar ajoelhadas sob a mira de fuzis em uma rotatória enquanto criminosos realizavam o assalto.

De acordo com a polícia, cerca de 20 homens participaram do roubo explodindo dinamites e atirando contra a agência. Depois fugiram em pelo menos cinco carros levando dinheiro e joias, cujos valores não foram revelados. 

A ação teve início por volta de 1h30 na Praça Senador Eduardo Amaral e imagens feitas por moradores de dentro de casas e apartamentos mostram a movimentação dos bandidos. Houve troca de tiros e depois policiais da cidade e região montaram um grande cerco com o auxílio de um helicóptero, mas até o final da manhã ninguém havia sido preso e também não houve feridos.

Para dificultar as buscas os assaltante fugiram em diferentes direções. Uma parte do bando seguiu pela rodovia BR-459, no sentido de Ipuiuna, que teve o policiamento reforçado. A caça à quadrilha continua em toda a região. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.