Bandidos fazem novos ataques à polícia em São Paulo

Novos ataques à polícia de São Paulo ocorreram no final da noite de segunda e na madrugada desta terça-feira. Duas bases da Guarda Civil Metropolitana na zona sul de São Paulo foram alvos de bandidos. Uma delegacia do Capão Redondo, uma viatura de um Distrito Policial da zona leste da capital e outra da Guarda Municipal do Embu também foram atacadas. O Denarc (Departamento de Investigações sobre Narcóticos), que teria recebido denúncias anônimas de que sua sede no Butatã seria invadida, pediu à CET o isolamento da rua onde fica o prédio.A polícia ainda não confirmou se os ataques estão relacionados aos ocorridos no último fim de semana, que podem ter sido planejados pela facção criminosa PCC (Primeiro Comandoda Capital) e que deixaram policiais mortos e feridos, além de terem destruído equipamentos de bases comunitárias e viaturas.Em ataque no Grajaú, um suspeito morreuCinco homens, dois em uma moto e três a pé, tentaram invadir a base da Guarda Civil localizada na Rua São Caetano do Sul, na Capela do Socorro, região do Grajaú (zona sul). Houve troca de tiros. Um dos suspeitos, Leandro Machado, morreu. Os outros quatro homens fugiram. Uma outra base da Guarda Civil, na Rua Lussanvira, na Vila Guarani, no Jabaquara, foi metralhada por pelo menos 5 homens que ocupavam uma moto e um Chevete. Não houve tempo de revide por parte dos guardas; nenhum deles ficou ferido. Os criminosos fugiram.Delegacia do Capão Redondo é metralhadaNo final da noite, um grupo de criminosos em um Santana vinho atacaram a delegacia do Capão Redondo (47ºDP), na zona sul. Eles se aproximaram do Distrito Policial, no nº 5864 da Estrada de Itapecirica, abriram fogo e fugiram. Nenhum PM ficou ferido.Por volta das 23h, um veículo da Delegacia do Jardim Lajeado, que estava estacionado em frente à casa de um investigador, no Jardim dos Ipês, zona Leste, também foi alvo de bandidos. Os criminosos estavam em uma moto e jogaram uma bomba contra o veículo, segundo informações do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra). O policial não estava na viatura no momento do atentado.Policial é baleado em ataque a viatura em EmbuNo início da madrugada, três homens atiraram contra uma viatura da Guarda Civil Municipal de Embu, na Grande São Paulo; depois, fugiram a pé. Um dos guardas municipais que ocupavam a viatura foi baleado em um dos pés e levado ao Pronto-socorro Vazame.Horas antes, por volta das 21h30 de segunda, outra viatura da PM havia sido atingida por vários disparos durante uma patrulha na região do Jardim Nova Germânia, zona sul da capital. Um PM levou um tiro no braço e deu entrada no Hospital Geral de Campo Limpo. Como o ferimento não é grave, ele foi medicado e dispensado pelos médicos.Ameaças fazem Denarc isolar ruaApós receberem denúncia anônima de que o prédio seria invadido por bandidos, policiais civis do plantão do Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) solicitaram à Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 2h da manhã, a interdição da Rua Moncorvo Filho junto à Rua Alvarenga, no Butantã, zona oeste da capital, onde fica a sede do Departamento. O Denarc não quis confirmar a solicitação, mas a CET garante que a rua já está interditada como prevenção.O mesmo ocorreu após a meia-noite em frente ao prédio do 17º Distrito Policial, do Ipiranga, na Rua Dom Luiz Lasagna, nº 534, zona sul. Após receberem o mesmo tipo de denúncia, policiais do Distrito ligaram para a CET pedindo a interdição. Cavaletes da CET isolam a rua, próximo à Delegacia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.