Bandidos põem microcâmera em mulher para roubar banco

Em uma ação parecida com o enredo do filme Vida Bandida, que tem no elenco Bruce Willis, Cate Blanchett e Billy Bob Thornton, no qual a dupla seqüestrava gerentes de bancos em suas casas e os obrigava a abrir o cofre na manhã do dia seguinte, cinco criminosos conseguiram levar R$ 170 mil de uma agência Unibanco no bairro do Jabaquara, na zona sul de São Paulo, na manhã de ontem.Na quinta-feira à noite, após estudarem os hábitos da vítima por três dias consecutivos, o grupo decidiu seqüestrar Karyna Gomes, de 23 anos, tesoureira da agência, quando ela voltava da faculdade para sua casa, que fica na zona leste da capital.Os bandidos esperaram Lucas Pierre Martins, de 24 anos, marido de Karyna, que trabalha à noite, voltar pela manhã para mantê-lo como refém. Ao chegar do trabalho, o marido de Karyna foi dominado e amarrado na cama, enquanto dois integrantes do grupo foram com a bancária até a agência. Enquanto isso, três criminosos ficaram na casa com Martins.Os dois que acompanharam Karyna permaneceram no estacionamento da agência bancária. Karyna entrou sozinha, seguindo as instruções do bando por um radiotransmissor. Além disso, eles a fizeram levar junto ao corpo uma microcâmera que não funcionava e um monte de pilhas coladas com fita isolante.BOMBAPara Karyna, disseram que a microcâmera transmitia as ações dela e as pilhas eram uma bomba, o que também não era verdade. A tesoureira entrou normalmente no banco, antes de o expediente começar, e levou dois sacos com os R$ 170 mil. Assim que ela deu o dinheiro aos bandidos, no estacionamento do banco, os três que estavam em casa com seu marido fugiram rapidamente. Martins conseguiu se livrar das cordas e avisou a polícia. A dupla que estava no banco fugiu usando o Fiat Idea de Cibele Cristiane Garcia, 41 anos, gerente da agência. Em março, uma quadrilha especializada em roubo a bancos seqüestrou a gerente do Banco Real localizada na Praça 22 de Novembro, no Centro de Mauá, Grande São Paulo, para realizar uma assalto na agência. Segundo a polícia, o crime começou às 7h30. Cerca de 12 ladrões vestidos com ternos pretos, divididos em três Santanas prata, esperaram a vítima sair de casa em seu automóvel, um Fiesta preto. A gerente mora em São Caetano do Sul, no bairro Santa Maria. Depois de dominada, ela foi levada à agência, onde outros dez funcionários também foram feitos reféns. Em apenas dez minutos, o bando fugiu com mais de R$ 500 mil do cofre da agência. NÚMEROS202 agências bancárias foram roubadas em todo o Estado de São Paulo apenas neste ano, até o mês de setembro147 dessas agências estão localizadas na Grande São Paulo127 estão na capital paulista219 agências foram roubadas no Estado no mesmo período do ano passado8% é o quanto caiu a ocorrência desse tipo de crime de um ano para cáFONTE: SSP/SP

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.