Bandidos usam arma de brinquedo para seqüestrar comerciante

Um comerciante, identificado como Erisvaldo, dono de uma pizzaria situada na Vila Itaim, na zona leste da capital paulista, viveu duas horas de pânico nas mãos de bandidos que o seqüestraram às 22h30 de quarta-feira, quando ele saía de seu estabelecimento comercial. Segundo policiais militares da 4ª Companhia do 29º Batalhão, o grupo era formado por pelo menos quatro criminosos. Dois deles, armados com uma pistola de brinquedo, abordaram Erisvaldo, retiraram-no de seu Gol cinza Geração III e o colocaram em um Santana vermelho. Amarrado com fios e com o rosto coberto por uma touca, o comerciante teve R$ 300,00 roubados da dupla e seria levado para um cativeiro. Os criminosos, segundo os policiais, passaram em um posto de combustível, compraram gasolina e disseram a Erisvaldo que iriam atear fogo nele caso ele fosse policial. Por volta da 0h30 desta quinta-feira, na Avenida Antonio João de Medeiros, no Itaim Paulista, o soldado Barreto e o sargento Washington, em um veículo policial, cruzaram com o Santana e, como o motorista não parou após uma abordagem, teve início uma perseguição, que terminou na mesma avenida, na altura do nº 960, onde os bandidos bateram o carro. Um dos criminosos, identificado como Marcos, armado com a pistola de brinquedo, foi detido pois não conseguiu sair do carro. O outro escapou. O Gol da vítima foi localizado numa rua próxima, abandonado por outros dois seqüestradores que acompanhavam o Santana a distância. O caso foi registrado no 50º Distrito Policial e a vítima passa bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.