Bando assalta carro forte e faz reféns em Belém

Quinze homens armados assaltaram hoje um carro forte que iria deixar dinheiro no Banco do Brasil, localizado dentro do prédio da Justiça do Trabalho, em Belém, roubando R$ 130 mil. Na troca de tiros com os assaltantes, o guarda de segurança Paulo Roberto Trindade de Oliveira saiu ferido. Ele foi operado e passa bem. Perseguidos pela polícia, 10 dos assaltantes invadiram uma casa e mantiveram três pessoas reféns. Após três horas de negociações eles se entregaram. A aposentada Irene Nascimento Costa, de 58 anos, o filho dela, o vendedor César Nascimento Costa, de 24, além de um menino de sete anos, ficaram com revólveres apontados para as cabeças, enquanto a residência era cercada por homens das polícias Militar e Civil. "Foi horrível, nunca mais vou esquecer. Nem dentro da casa da gente se tem paz neste País", protestou Irene. Segundo o comandante de Policiamento Metropolitano, coronel Antonio Araújo, o dinheiro recuperado. Os outros cinco assaltantes conseguiram fugir. No final de abril e meados de maio passado uma quadrilha de 20 assaltantes de banco aterrorizou as cidades de Redenção e Tucuruí, no sul do Pará, mantendo mais de 50 reféns e fugindo com R$ 1,5 milhão. Todos foram presos em Goiás e removidos para penitenciárias paraenses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.