Bando escuta rádio da polícia e desiste de assalto

A empresa concessionária Viaoeste, que administra parte das rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares, livrou-se, no início da madrugada deste sábado, de ser assaltada por uma quadrilha fortemente armada. Por volta da 0h30, dez homens, portando pistolas e metralhadoras, cercaram um prédio administrativo da Viaoeste, ao lado da praça de pedágio da concessionária, no quilômetro 20 da pista interior-capital da Rodovia Castelo Branco, em Osasco, na grande SP. Segundo a assessoria de imprensa da Viaoeste, é possível que os bandidos tenham fugido; e desistido do assalto ao perceberem que uma funcionária da empresa estava prestes a sair do prédio. A Polícia Rodoviária Estadual, que mantém uma base próximo à praça de pedágio, diz que a hipótese mais correta é de que os bandidos, que portavam um rádio-comunicador, do tipo HT, tenham "copiado" (termo utilizado quando se ouve uma conversa via rádio-comunicador) a comunicação entre os policiais rodoviários que já estavam a caminho do pedágio.A conversa entre os bandidos também foi ouvida pelos policiais, o que levou a base da Polícia Rodoviária a acionar viaturas para o pedágio. Outra hipótese, a de que o bando estivesse com HTs da própria polícia (possivelmente roubados em ocasiões anteriores) também não foi descartada, pois a frequência da conversa entre bandidos e a ocorrida entre os policiais era a mesma. O bando acabou desistindo do assalto, pulou um muro que fica ao lado do prédio da Viaoeste e fugiu pela Avenida Jussara. Há suspeita de que carros estivesseem esperando pelos assaltantes, que desapareceram rapidamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.