Bando faz arrastão em condomínio

Grupo fez seis moradores e porteiro reféns; criminosos levaram joias, dinheiro e eletroeletrônicos de seis casas

Josmar Jozino, O Estadao de S.Paulo

23 de junho de 2009 | 00h00

Seis moradores e o porteiro do Condomínio Porto Seguro, de classe média, localizado em Jundiaí, a 60 quilômetros de São Paulo, passaram três horas de terror em poder de dez homens armados de fuzil, metralhadora, espingardas e pistolas, no último sábado. Os assaltantes invadiram seis das nove casas e roubaram joias, dinheiro, telefones celulares e produtos eletrônicos das vítimas. Até as 19h de ontem, nenhum integrante do bando havia sido preso.Os ladrões chegaram ao condomínio, na Avenida Comendador Antonio Borin, 4.747, bairro Caxambu, em um Passat azul, um Astra preto e um Corsa verde. Eles renderam o porteiro, Jorge Romano da Silva, de 66 anos. Foram invadidas as casas do administrador Orlando Carlos Moreira, de 57 anos; da dentista Tatiana Cristina Tozatti, de 33; do corretor Evaldo Carlos Mazza, de 46; da assistente administrativa Rose Marçaro de Souza, de 40; do dentista Haylton de Freitas Júnior, de 50; e do comerciante Antonio Carlos Lima, de 46 anos.Segundo Orlando Moreira, os bandidos entraram primeiro na casa de um vizinho dele, às 18h. Moreira disse que o condomínio tem nove casas e 13 terrenos. A Polícia Civil afirmou que as vítimas assaltadas eram trancadas em algum cômodo ou então vigiadas por parte do bando, enquanto o restante atacava outras residências.Na casa de Moreira, os criminosos entraram às 19h30. "Eles roubaram joias da minha mulher e nossos aparelhos de telefone celular", afirmou o administrador. Os ladrões perguntavam às vítimas do condomínio se havia cofre nas residências. Também exigiam dólares e outros objetos de valor, como notebooks.Eram 20h50 quando os criminosos invadiram a última casa. Os ladrões também recolheram produtos eletrônicos, os telefones celulares, dinheiro e cartões de crédito e de banco dos moradores. Os assaltantes ainda reviraram armários e gavetas à procura de mais objetos de valor. Eles fugiram 10 minutos depois, nos três veículos.O roubo foi registrado no 3º Distrito Policial de Jundiaí pela delegada Ada Maria Meira. De acordo com a Polícia Civil, o Condomínio Porto Seguro tem pouca segurança. Moradores disseram na delegacia que o sistema de vigilância de câmeras não funcionava. Revelaram ainda que apenas parte da cerca elétrica está ativada.Ainda segundo as vítimas, os ladrões estavam encapuzados, usavam coletes à prova de bala e eram negros. Um dos assaltantes teria dito em uma das casas invadidas que morava no bairro Jardim São Camilo, em Jundiaí.A violência em Jundiaí assusta os moradores da cidade. Segundo estatísticas da Secretaria da Segurança Pública (SSP), os índices de criminalidade no município aumentaram no primeiro trimestre deste ano em relação a igual período de 2008.Foram registrados 643 roubos de janeiro a março de 2009 contra 369 nos três primeiros meses do ano passado, um crescimento de 74%. Os furtos de veículos tiveram elevação de 33,5%. Já os roubos de veículos aumentaram 73,8%. Houve queda apenas nos casos de furtos: 4,8%. O número de homicídios ficou estável: foram 7 assassinatos.DICAS DE SEGURANÇAAo chegar de carro, abra a janela e se identifique ao porteiro. Esteja atento à movimentação de estranhos ao chegar ou ao sairReceba as encomendas só no térreo ou na portaria e evite deixar as chaves na portariaMoradores e visitantes devem entrar no local de forma separada. Exija que o porteiro anuncie até as visitas mais frequentesCombine com porteiro e vizinhos ?senhas? que indiquem assaltoCobre da administradora o treinamento de funcionários

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.