Bando faz arrastão em hotel no litoral

Um hotel na Praia de Guaratuba, em Bertioga, no litoral de São Paulo, foi invadido na madrugada de ontem por sete homens armados. Por volta das 2 horas, a quadrilha driblou a segurança do Condomínio Costa do Sol, onde há câmeras de monitoramento, e chegou ao Costa do Sol Praia Hotel. O único funcionário que estava no local no momento do crime, um recepcionista que também atua como vigia e preferiu não ser identificado, foi dominado e obrigado a entregar as chaves dos 28 apartamentos. Encapuzados e com armas em punho, os ladrões foram de apartamento em apartamento, arrombando ou abrindo as portas em que as chaves haviam sido trocadas. Todos os hóspedes dormiam no momento da abordagem e não reagiram. Os ladrões anunciavam o assalto e exigiam que todos olhassem para baixo, enquanto faziam ameaças e saqueavam as unidades. "O assalto durou 1h20", afirma o delegado José Aparecido Cárdia, responsável pelas investigações. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. "Eles conseguiram manter uma certa tranqüilidade no ataque."No momento do assalto havia 17 hóspedes no hotel. A quadrilha levou carteiras, celulares, malas, notebooks, roupas e dinheiro das vítimas e fugiu em dois carros roubados. Os automóveis foram posteriormente abandonados na Rodovia Rio-Santos. Além dos sete integrantes, a polícia descobriu que outros dois bandidos davam cobertura na estrada, em uma caminhonete S10. "Uma testemunha viu quando os ladrões abandonaram os carros e pularam sobre a caminhonete. Como não cabia todo mundo, alguns foram na caçamba", afirma o delegado. Não foi possível, porém, identificar as placas do veículo.Procurada na tarde de ontem, a direção do hotel considera que houve demora no atendimento do caso pela polícia. Um recepcionista informou que os hóspedes continuaram no lugar para passar o fim de semana. Aberto em 1994 e com diárias de R$ 300, o hotel virou referência para quem procura a Praia de Guaratuba.MAIS VIOLÊNCIA"Nunca houve um caso como este por aqui. Estamos trabalhando para desvendar o crime e prender os assaltantes", diz o delegado. Apesar do clima de tranqüilidade, a violência na área vem aumentando, como em todo o litoral paulista. Bertioga registrou seis homicídios este ano, ante três em 2007. No Guarujá, por exemplo, já foram 32 assassinatos em 2008, ante 25 no ano passado. A polícia espera que as câmeras do circuito interno do condomínio possam ajudar na identificação dos autores do arrastão. Até o fim da tarde de ontem, porém, ninguém havia sido preso. Para o delegado, a quadrilha não se restringe às nove pessoas que praticaram o assalto. "Tudo indica que há mais criminosos envolvidos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.